Preço deve estabilizar, diz Tereza Cristina sobre alta no valor da carne bovina

Em evento sobre cooperativas no Paraná nesta sexta-feira (06), a ministra Tereza Cristina (DEM) falou sobre as perspectivas do mercado para a carne bovina, após a alta registrada no mês de novembro. “O preço daqui para frente deve se estabilizar”, declarou a ministra.

De acordo com o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), houve ligeira queda no preço da carne sul-mato-grossense na primeira semana de dezembro, com o valor da arroba baixando de R$ 220 para R$ 200. Conforme o ministério, nos principais mercados a queda registrada foi de cerca de 9%.

De acordo com a ministra, caberá ao mercado encontrar equilíbrio nos preços entre a oferta e a procura e não haverá interferência do Mapa. “Isso é mercado. Não tem o que a gente fazer no momento”, lamentou. Ela também descartou que haja possibilidade de faltar carne para consumo interno , pois o País dispõe de rebanho de mais de 215 milhões de cabeças. “Fiquem todos absolutamente tranquilos, tem carne para todo o Brasil”, disse.

Tereza Cristina afirmou ainda que a alta nos preços, que pegou a população de surpresa no último mês, foi motivada por diversos fatores, como a seca que prejudicou o crescimento do pasto e afetou a engorda; preço estável da arroba do boi gordo nos últimos três anos; e abertura de mercado principalmente para a China, onde a peste suína africana dizimou pelo menos 40% do rebanho.


Crédito imagem: (Rodrigo Félix Leal, Governo do Paraná)

Crédito matéria: Danúbia Burema