Com nariz de palhaço, motoristas de ônibus iniciam passeata por reajuste salarial

Motoristas e usuários do transporte público de Campo Grande começaram na manhã deste sábado (7) a passeata que visa reivindicar melhorias na categoria como o reajuste salarial de 13% e aumento no valor do ticket alimentação. Com nariz de palhaço e cartazes, o grupo se reúne em frente a Morada dos Baís, na avenida Afonso Pena, e segue a mobilização até a praça do Rádio, onde farão percurso de volta até o museu.

Cerca de 200 pessoas já estão reunidas e iniciam a passeata. Uma usuária de ônibus, que não quer se identificar, participa da ação em apoio a causa. “Mexeu com o motorista, mexeu com os usuários. O calor, a sede, os problemas de demora, ônibus quebrado, tudo que o usuário passa, os motoristas também passam e não é culpa deles, mas sim da empresa, que precisa investir na melhoria do transporte e nas condições de trabalho dos motoristas”, argumenta.

Tiago Silva, motorista há dois anos, participa da passeata e explica que a ação é para reivindicar a melhoria dos benefícios e salário, porém um dos desafios é conseguir a união da categoria, pois alguns motoristas temem a demissão. “Muitos motoristas estão com medo de perder o emprego por reivindicar o reajuste salarial, mas nossa luta é justa, porque estão com os salários defasados e falta de pessoal porque as empresas não estão contratando, com isso os motoristas ficam sobrecarregados”, pontuou.

Dois motoristas que lideravam paralisação e manifesto por reajuste salarial foram demitidos na tarde desta sexta-feira (6) pelo Consórcio Guaicurus, formado por empresas que detêm a concessão do transporte público em Campo Grande. Sem o apoio do STTCU (Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Coletivo Urbano de Campo Grande), que considerou a manifestação ilegal, os funcionários foram demitidos por justa causa.

Nas mãos, cartazes expressam preocupação, pedidos de ajuda e respeito a categoria. Frases como “Transportamos Vidas! Merecemos Respeitos”, “Não aceitamos represálias”, “motoristas clamam por socorro, fora sindicato”, chamam a atenção da população que passa pelo local. Os participantes seguem caminho gritando “Motoristas unidos, jamais serão vencidos”, a Polícia Militar está na avenida Afonso Pena para auxiliar no trânsito.


Crédito imagem: (Foto: Leonardo de França

Crédito matéria: Ana Palma e Ana Paula Chuva