Falta de vacinas em sete postos causa aglomeração de idosos

No segundo dia de vacinação em Campo Grande, em algumas unidades de saúde já estão com falta de doses o que está gerando uma aglomeração de idosos na frente dos pontos de aplicação da vacina, na manhã desta quarta-feira (25). Pelo menos sete postos estão sem vacina.

 Segundo um rapaz que não quis se identificar, ele foi levar a avó até um posto de saúde em uma unidade no Silvia Regina, e ao chegar lá as 5h30 da manhã foi informado que não havia vacinas, e que não tinha previsão de chegada. Outro ponto que está causando aglomeração de idosos a espera de vacina, é em uma farmácia que está fazendo a aplicação, na Avenida Bandeirantes.

No local, nem as senhas foram distribuídas e também existe a falta de doses da vacina. Em um ponto de vacinação, no bairro Nova Lima também não há doses, mas não há aglomerações de pessoas a espera. No posto de vacinação na Santa Carmélia também está em falta a vacina. Alguns idosos, que estão a espera na frente da unidade de saúde estão revoltados com a situação, já que precisam sair de casa várias vezes para tentarem se imunizar. Segundo um funcionário do posto foi orientado para que os idosos fossem para casa e voltassem depois, mas como preferiram ficar foi feito a anotação de dados dos mais velhos para que possam ser vacinados primeiro.

Segundo a assessoria da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) existe a falta de vacinas, que devem ser repostas até o fim da manhã desta quarta (25). O número de postos com a falta das doses não foi divulgado. A Sesau orienta que os idosos retornem para suas casas, e voltem em outro horário para fazer a vacinação ou procurem ligar em uma unidade próxima antes de sair de casa.

De acordo com a Sesau estão faltando vacinas nos postos do Albino Coimbra, no Santa Carmélia, Silvia Regina, na UBS Buriti,no São Conrado, Vila Nasser, Ana Maria do Couto, e Clínica da Família do Nova Lima.

A vacinação está sendo feita em 10 postos de saúde e 45 farmácias na Capital. No primeiro dia de vacinação alguns locais tiveram aglomerações de idosos.


Crédito imagem: (Leonardo França,

Crédito matéria: Thatiana Melo e Ana Paula Chuva