Com 97,75 pontos, Vitor Leme faz história com maior nota em mundial de rodeios

Prata da casa e fez o dever de casa: o peão sul-mato-grossense José Vitor Leme Batista, de 24 anos, voltará a MS com um novo e impressionante recorde na carreira. Ele acabou de alcançar a maior pontuação da história no Campeonato Mundial de Rodeio, na noite do último sábado. Foram incríveis 97,75 pontos, superando o recorde anterior de 96,5.

Realizado em Tulsa, nos Estados Unidos, o campeonato reuniu gente boa do mundo todo na modalidade esportiva bull rider - montaria em touro. Leme já era visto com respeito entre os seus: ele é o atual campeão e líder do ranking mundial no segmento. Por isso, a superação da marca já era esperada.

E ela veio na disputa do 15/15 Bucking Battle, na qual os 15 melhores cowboys montam os 15 melhores touros em uma única rodada, cujos pontos vão para o ranking mundial. Nessa prova, Leme montou o touro Woopaa, o que ocorreu pela terceira vez. Uma verdadeira disputa de campeões, já que Woopaa também é considerado o touro mais forte no seu ranking. Veja abaixo a prova:

De Ribas do Rio Pardo para o mundo

Josér Vitor Leme Batista, mais conhecido pelos amigos como “Vitinho”, mora em Decaton, nos EUA, mas é filho de Ribas do Rio Pardo, a 97 km de Campo Grande. Foi na cidade de MS que o gosto por montaria surgiu, ainda criança, aos 8, inspirado no pai, que montava em touro, enquanto a mãe laçava o animal.

[Colocar ALT]Vitor Leme, o "Vitinho", é filho de Ribas | Foto: Instagram

Com tantos prêmios e marcas históricas no esporte, não é a toa que ele terá sua primeira biografia, com apenas 24 anos. Em março deste ano, o peão já havia relatado ao Jornal Midiamax que por muitos anos se dedicou ao futebol para jogar profissionalmente. Enquanto estava em São Paulo para compromissos relacionados ao esporte, José visitou um treino de montaria. E foi a partir desse momento que tudo mudou.

“Eu resolvi ir em um treino de touros com alguns amigos e me deu vontade de montar. Então montei e resolvi desistir do futebol e passei a treinar muito em touro”, comentou o profissional de bull rider. Desde então, entrou em vários torneios, como o Circuito Rancho Primavera, onde ficou conhecido no esporte, na Equipe Roseta e, por fim, na PBR Brasil (Profissional Bull Rider) quando se consagrou campeão em 2017.

“Com este importante título consegui uma vaga para participar do Velocity Tour, nos Estados Unidos. Graças a Deus obtive êxito e estou feliz e focos nos meus resultados por aqui”, contou, em março, o profissional. José Vitor reside na cidade texana desde 2020 para correr atrás do sonho de ser o melhor na modalidade.

 


Crédito imagem: Divulgação

Crédito matéria: Guilherme Cavalcante